segunda-feira, 11 de abril de 2011

AUTA DE SOUZA SE INTERNACIONALIZA

Por Ana Laudelina Ferreira
Acaba de ser publicado nos Estados Unidos livro de crítica literária feminista que traz Auta de Souza como uma das três  poetas estudadas e de efetiva importância para a revisão de cânones na perspectiva de uma poesia afro-americana.

Título da obra: "Between the Lines : Literary Transnationalism and African American Poetics"
Autora: Monique-Adelle Callahan
Editora: Oxford University Press, 2011.

Descrição (segundo informações postadas na internet pela editora):
"Between the Lines" examina o papel de três poetas de ascendência africana - Frances Harper, Cristina Ayala e Auta de Souza - na formação da história literária das Américas. Como está para ser lançado neste mês de abril, o livro ainda não está disponível em livrarias eletrônicas norte-americanas, mas já pode ser encomendado em algumas.
O livro de Callahan vem em boa hora, considerando que a minha tese também está sendo publicada neste semestre, pela Editora da Física: "Auta, a noiva do verso".
Por conta dessa minha tese de doutorado sobre Auta de Souza, fui citada no livro como pesquisadora  que  iniciou a "necessária tarefa" de releitura crítica do trabalho de Auta reposicionando-a à luz do cânone publicada este semestre pela Editora da Física: “Auta de Souza: a noiva do verso”. O lançamento acontecerá em evento em comemoração dos 110 anos da primeira publicação do livro “Horto”, de Auta, onde pretendo trazer à discussão pública a abordagem de Callahan em “Between the Lines” no que concerne a Auta de Souza”.
Estou recebendo tudo isso com muita alegria, e há tempos penso que cedo ou tarde Auta de Souza acabaria sendo internacionalizada, pelos méritos de sua história e de sua poesia. O livro de Callahan parece ser um passo neste sentido. Ainda não o li, apenas vi algumas páginas disponíveis na internet, que deixaram o gostinho de 'quero mais'.

Enviado por: Ana Laudelina Ferreira Gomes/Profa. do Departamento de Ciências Sociais da Universidade Federal do Rio Grande do Norte-Natal-Brasil.
10 de abril de 2011.

O Jornal de Artes parabeniza a professora/pesquisadora Ana Laudelina, a quem o Rio Grande do Norte deve, enfim, esse honroso reconhecimento da importância de Auta de Souza. Foi certamente a sua pesquisa que possibilitou a "descoberta" da poetisa potiguar por uma pesquisadora de outro país, Monique-Adelle Callahan. Não é sempre que algo assim acontece.
Ana Laudelina merece, no mínimo, o título de Cidadã Potiguar, por este belo serviço prestado à história cultural do Rio Grande do Norte.  

Auta de Souza

Ana Laudelina

















Nenhum comentário: