sábado, 31 de julho de 2010

Rochelle Costi no Projeto "Quando é arte?"

Abaixo, link  para vídeo do programa Metropolis com  Rochelle Costi, artista que mora em SP e estará na próxima edição da Bienal de São Paulo.
Rochelle Costi estará em Natal-RN para um diálogo e um workshop no projeto "Quando é arte?" nos dias 10 e 11 de agosto, na Casa da Ribeira.
O "Quando é arte?" tem o patrocínio da Petrobras e é uma realização da Casa da Ribeira, Funarte e MINC, através do prêmio Conexão Artes Visuais.

http://www.tvcultura.com.br/metropolis/programas/47926


Gustavo Wanderley
curador do projeto
Diretor de Planejamento e Projetos Casa da Ribeira educação & cultura
www.casadaribeira.com.br

sexta-feira, 30 de julho de 2010

Show de Liz Rosa e banda



Aconteceu, ontem à noite, no Restauranete Veleiros (av. Eng. Roberto Freire, Natal-RN -pista para a praia de Ponta Negra), mais um grande show de Liz Rosa, acompanhada por uma banda de alto nível: Jow-Jow (guitarra), Darlan Marley (bateria) e Daniel Ribeiro (contra-baixo).
O show foi um tributo a Elis Regina e do repertório constaram músicas como O Bêbado e o Equilibrista, Upa Neguinho, Aprendendo a Jogar, Como Nossos Pais.
Liz Rosa, natalense, está morando no Rio de Janeiro, onde começa a construir sua carreira de cantora, vindo periodicamente a Natal, ocasiões em que, sempre acompanhada pela mesma banda, solta a voz afinadíssima e encanta igualmente pela precisão rítmica, pelo swing e pela maneira como vive o que canta: de corpo inteiro.  E aqui, claro, inclui-se sua alma amorosa e valente, cheia de natural simpatia e espontaneidade.
Jow-Jow, conhecido pelo virtuosismo e pelos geniais improvisos,  mas modesto e tímido, passa bons 'apertos' com as tiradas de Liz... Tudo muito encantador, capaz de restabelecer as energias de quem se vê num cotidiano cheio de urgências pragmáticas, pelo que se tornam bem-vindos esses belos agrados.

O grupo se entende: a harmonia não está apenas no ato de tocar. Impossível, assim, não sermos tocados, para fazer um oportuno trocadilho.

É bom lembrar: esses shows estão lotando a casa e haverá ainda dois, nos dias 5 e 12 de agosto, a partir das 20h30, sob os cuidados da produtora cultural Jussara Figueiredo, paulista radicada em Natal, e com apoio da Locarx e Haircult Young.

Imagens: Liz Rosa e Jow-Jow.

Museu das Naus

 

João Maurício Fernandes de Miranda é arquiteto e professor aposentado pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Há 16 anos constrói, meticulosamente, a partir de documentos oficiais trazidos por ele de Portugal, réplicas de naus que alcançaram o litoral do Brasil, em atos de conquista.
João Maurício fundou e mantém o Museu das Naus-MN, à rua Princesa Isabel, 440, Cidade Alta, Natal-RN, aberto a visitações de terça-feira a sábado, das 10h às 16h. Além das réplicas, há documentos, fotos e miniaturas. Tem-se assim um importante espaço que pode ser visitado por alunos das escolas, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, das faculdades particulares e, afinal, por todos os que desejarem.
O gesto de João Maurício, feito de silêncio, generosidade e persistência, não deve ser em vão.

Telefone do MN: (84) 3211-9294

Aguardem para breve entrevista com João Maurício.

segunda-feira, 26 de julho de 2010

Monica Hoff participa do “Quando é arte? Processos Criativos”

Casa da Ribeira traz a Natal a coordenadora do projeto pedagógico da Fundação Bienal do Mercosul para diálogo e Workshop gratuitos.

Chegando dia 29 de Julho, a convite da Casa da Ribeira, a artista plástica e especialista em pedagogia da arte, Monica Hoff vem partilhar em Natal pela primeira vez, a sua experiência com projetos educativos em Arte nas bienais no Mercosul. O currículo de Hoff traz ainda a consultoria pedagógica da mostra Horizonte Expandido, que está em cartaz no Santander Cultural, em Porto Alegre e o projeto educativo do filme infantil As Aventuras do Avião Vermelho, uma adaptação do livro homônimo de Érico Veríssimo.
Neste mesmo dia 29, às 19h, na Casa da Ribeira, Monica Hoff realizará dentro do projeto “Quando é Arte?”, o diálogo “Arte como ferramenta de transversalidade: a experiência do projeto pedagógico da Bienal do Mercosul”. Hoff falará sobre as demandas, estratégias e processos poéticos, políticos e pedagógicos que estão envolvidos na construção do Projeto Pedagógico da Fundação Bienal do Mercosul, instituição cultural, com sede em Porto Alegre, responsável pela realização das Bienais de Artes Visuais do Mercosul.
Nos dias 29 e 30 de julho, das 14 às 18h, no Solar Bela Vista, Monica irá ministrar o workshop “Arte, educação e colaboração: o desenvolvimento de projetos educativos na contemporaneidade” e vai debater sobre os conceitos, processos e ferramentas que envolvem a elaboração de projetos educativos em artes tendo como pano de fundo a experiência latino-americana das duas últimas décadas, bem como orientar interessados no desenvolvimento de projetos artístico-educativos de caráter colaborativo em ambientes escolares, associações, ateliês, fundações e instituições culturais.
O projeto “Quando é arte? Processos Criativos” é uma iniciativa da Casa da Ribeira com patrocínio da Petrobras, Funarte e Ministério da Cultura através do prêmio Conexão Artes Visuais.  O “Quando é arte?” foi um dos 30 projetos selecionados através de Edital público promovido pela Funarte/MINC e o único do Estado do RN e objetiva estimular, a partir da pergunta que dá nome ao projeto, a reflexão sobre o estado da arte na contemporaneidade, afastando  o lugar cristalizado e de imobilidade que a pergunta “O que é arte?” provoca.
O diálogo é aberto ao público e as inscrições serão realizadas no local. Para o workshop, serão 25 vagas com inscrições pelo site www.casadaribeira.com.br ou diretamente na Casa da Ribeira.
Serviço:
O que: Projeto “Quando é arte? Processos Criativos”, com diálogo e workshop de Monica Hoff
Quando: Diálogo no dia 29 de julho, às 19 horas e workshop nos dias 29 e 30 de julho, das 14 às 18h.
Onde: Diálogo na Sala Cosern de Teatro da Casa da Ribeira e workshop no Solar Bela Vista.
Quanto: Toda a programação é gratuita
Informações: (84) 3211.7710

Revista Eletrônica Panorama Crítico

A revista eletrônica Panorama Crítico (www.panoramacritico.com) abre convocatória para envio de textos, artigos e/ou entrevistas referentes ao campo da produção contemporânea em Artes Visuais para publicação na próxima edição, de nº 07, a ser lançada no final de agosto. Inscrições até 06/08/10. Mais informações: contanto@panoramacritico.com

Mande mensagem de apoio à preservação do Anjo Azul

Se você defende a preservação do Anjo Azul (veja segunda postagem abaixo), mande sua mensagem.

Valéria Oliveira no Ibarapuera

Show Ibirapuera/SP


Saiba mais sobre a artista e ouça as músicas em
myspace.com/valeriaoliveira | valeriaoliveira.mus.br

ingressos: R$ 30 e R$ 15 estudante

domingo, 25 de julho de 2010

O Anjo Azul corre o risco de ser demolido...!

Av. Hermes da Fonseca

 Transcrevemos texto do jornalista e escritor Franklin Jorge sobre a possível demolição da escultura Anjo Azul, o que será lamentável, caso ocorra.

O ANJO DE NATAL

por Franklin Jorge

O “Anjo Azul”, monumental escultura que pode ser vista por todos os que trafegam pela avenida Hermes da Fonseca, no Tirol, está com os dias contados.
Ícone e cartão de visitas da galeria homônima - que deve fechar em breve, segundo noticiário veiculado na Internet -, a obra de Jordão passou a fazer parte da paisagem urbana de Natal, cidade em tudo marítima e celeste.
Quem a idealizou o fez de maneira generosa, ao colocá-la ali, à vista de todos, para usufruto geral dos que se surpreendem ou se encantam com a arte desse singular criador, por muito tempo vivendo submergido no pior dos anonimatos – aquele que resulta de ser anônimo na terra onde vimos a luz pela primeira vez…
A informação que circula diz que a obra será demolida e, como tal, transformada em escombros. Que não seja assim, espero: pois quem teve a sensibilidade de idear um anjo para guardar o seu negócio, há de ter a grandeza de, em vez de transformar o anjo em poeira inútil, doá-lo, talvez, ao Parque da Cidade ou a qualquer outro espaço público de Natal onde possa continuar a ser admirado e querido por todos.
Daqui, faço um apelo ao seu proprietário: preserve o anjo! O Anjo tutelar de Natal.

Joel Carvalho, Marcos Silva e Sílcia Sol na SBPC-Cultural- Natal-RN

DA NAÇÃO POTIGUAR.jpg

sábado, 24 de julho de 2010

Alterado local de abertura da 62ª Reunião Anual da SBPC, em Natal-RN

Em razão da previsão de chuva em Natal (RN), na noite do domingo (25/7), a sessão de abertura da 62ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) foi transferida para o Centro de Convenções de Natal (Av. Dinarte Mariz, s/n, Via Costeira). No entanto, o horário permanecerá o mesmo, às 19h.

O presidente da SBPC, Marco Antonio Raupp, fará a abertura oficial do evento. Estarão presentes na solenidade o ministro da Ciência e Tecnologia, Sergio Rezende; o governador do Estado do Rio Grande do Norte, Iberê Ferreira de Souza; a prefeita de Natal, Micarla Araújo de Sousa Weber; e o reitor da UFRN, José Ivonildo do Rêgo, entre outras autoridades.
           
Na ocasião, serão homenageadas duas personalidades importantes para o desenvolvimento científico e cultural do Brasil: Aziz Ab'Saber e Luís da Câmara Cascudo. Ab'Saber desenvolveu centenas de pesquisas e tratados de relevância internacional nas áreas de ecologia, biologia evolutiva, fitogeografia, geologia, arqueologia e geografia. Já Câmara Cascudo, falecido em 1986, é referência no estudo da cultura brasileira. Ele será representado por sua filha, Ana Maria Cascudo.

Após a abertura oficial do evento, o público assistirá,na Praça Cívica do Campus Universitário,  ao espetáculo de ballet “Naiá Catarineta”, que contará a história da formação da sociedade brasileira e da cultura potiguar. Logo após haverá um show da cantora de cirandas sobre o mar, Lia de Itamaracá, e do cantor pernambucano Zeca Baleiro.

Grupo Estação de Teatro na SBPC 2010

O Grupo Estação de Teatro estará se apresentando durante a SBPC Cultural 2010, em Natal-RN.

Confira a programação:
 Espetáculo Naiá Catarineta – Domingo, 25 de julho às 20:30 no Anfiteatro do Campus Universitário.                                                                                                          
O espetáculo especialmente criado para abertura da SBPC tem uma narrativa original que fará alusão aos grupos étnicos que participaram da construção da nação brasileira, sobretudo os indígenas, os africanos e os ibéricos.
Sob a direção de Sávio Araújo, música de Gabriel Galeano e coreografia de Sávio de Luna e Teodora Alves,  a encenação conta com a participação do Grupo Estação de Teatro, do Grupo de Dança da UFRN, do Grupo Pau e Lata e da Orquestra Sinfônica da Escola de Música da UFRN, sob a regência do Maestro André Muniz.
 Em Cada Canto Um Conto – Quarta, 28 de julho às 14:00 hs no Circo da Luz (localizado próximo ao Anfiteatro do Campus)
O espetáculo “Em Cada Canto Um Conto” trata da narração de histórias e brincadeiras populares contadas por Nara Kelly e Caio Padilha. O enredo surpreendente parece articular uma série de provações ao caráter, à integridade, e à honra dos personagens. As parlendas, vinhetas e canções emprestam fluidez e um tom divertido que permite momentos de interação com a platéia. A direção é de Rogério Ferraz e os figurinos de João Marcelino.
 Confiram também o Show de Caio Padilha, na terça, dia 27, às 20:30 hs no Anfiteatro do Campus pelo Projeto Festival Universitário da Canção. Ele foi o vencedor pelo juri oficial e popular na edição 2009 com a música "Na Fundura do Mar".

sábado, 17 de julho de 2010

Casa do Cordel participa da 62ª Reunião da SBPC em Natal-RN

A Casa do Cordel, espaço cultural dicado à Literatura de Cordel em Natal, estará participando, de 25 a 30 de julho da programação da SBPC Cultural, evento integrante da 62º Reunião Anual da SBPC ( Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência).

O espaço da Casa do Cordel será um pólo de aglutinação de atividades referentes ao cordel, xilogravura,Repentismo, Viola Caipira, Teatro de João Redondo e outras manifestações da cultura popular.O espaço estará aberto, ainda, para debates, palestras,oficinas, exposição fotográfica, mostra de vídeos e lançamentos de livros e folhetos de Literatura de Cordel.

Em todos os dias haverá o sarau poético .

No estande serão comercializados o melhor da produção do cordel do nosso estado e de outros do Brasil, além da xilogravura de Erick Lima, esculturas,camisetas, discos de violeiro repentista, forró pé de serra, discos raros, antiguidades e outros artesanatos.

Mais informações aqui: http://www.casadocordel.blogspot.com/

(recebido por e-mail) 

14 anos do Museu de Arte Contemporânea de Feira de Santana-BA

Para comemorar os 14 anos do Museu de Arte Contemporânea Raimundo
Oliveira (MAC-Fsa), a divisão de Artes Plásticas e Literatura da
Fundação Cultural Egberto Costa irá ofertar ao público feirense uma
diversificada programação envolvendo artes visuais, performance e
literatura em um só evento, que acontecerá no dia 22 deste mês de
julho, às 20 horas.

Artes Visuais
O arquiteto, artista plástico e poeta baiano Almandrade expõe “A arte
de Almandrade”; Rener Rama, artista plástico baiano, natural de
Serrinha, expõe “Retrospectiva de Rener Rama”; O Grupo Úbere, formado
por Tanile Maria, Leandro Ferreira, Josemar Antonio e Davi Bernardo,
faz a sua primeira exposição, intitulada “Desloque-se”; Denilson
(Coruja) Santana, historiador e artista plástico, natural e residente
em Cruz das Almas, traz ao museu a exposição “Nicotinianas”; Estreando
a coleção Rabiscos das Edições-MAC (coordenada por Maristela Ribeiro),
Marcio Junqueira, poeta, desenhista e mestre em literatura brasileira,
lança “Voilá mon cour”, livro de ilustrações.

Performance
O artista multimídia Vitor Venas, atualmente Mestrando em Artes
Visuais pela Escola de Belas Artes da UFBA. É Integrante do Grupo de
pesquisa Arte Hibrida e do Grupo X de Improvisação em Dança da UFBA.
Desde 1992 tem produzido e participado de salões e eventos na área
artístico-cultural. Apresentará a performance “o deserto” com
utilização de raio laser.

Literatura
Voltando a ativa, a Edições-MAC lança cincos livros de literatura de
uma só vez, entre poesia e ficção.
Pela coleção Flor de Mandacaru, coordenada por Telma Siqueira e
Araylton Públio, o ficcionista Beldes Ramos lança “Uma Borboleta na
Noite”; Dois livros de poemas, “Malabarismo das pedras” (Almandrade) e
“Cachorro rabugento morto em noite chuvosa” (Nelson Magalhães Filho),
da coleção Aldebarã, coordenada por Roberval Pereyr, serão lançados;
bem como o segundo e terceiro volumes da coleção Nova Letra,
coordenada por Ederval Fernandes, dedicada a jovens escritores da
cidade: “Apátridas” (Luciano Penelu) e “O beco de Tatá: crônica
feirense” (João Daniel G. de Oliveira).

LOCAL: Museu de Arte Contemporânea Raimundo Oliveira, ...
DIA: 22/07/2010
HORÁRIO: 20 Horas
Feira de Santana -Ba.

-----------------------------------------------------
exposição e laçamento do livro

MALABARISMO DAS PEDRAS
Almandrade - poemas

(recebido por e-mail)

Biografia de Oriano de Almeida

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte e o Instituto Histórico e Geográfico do Rio Grande do Norte convidam para o lançamento do livro O céu era o limite: uma biografia de Oriano de Almeida, de autoria de Cláudio Galvão.
Dia: 20/07/2010
Hora: 19h
Local: Palácio da Cultura (Praça 7 de Setembro)- Natal-RN

EMENDA NA LEI: ENSINO DE ARTE

SAIBA O QUE DIZ A NOVA LEI


Publicada nesta quarta-feira (14/07) no Diário Oficial da União, a Lei nº 12.287, de 13 de julho 2010, que altera a Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as Diretrizes e Bases da Educação Nacional, no tocante ao ensino da arte.

A partir de agora, o parágrafo 2º do art. 26 da LDB – que já estabelecia o ensino da arte como componente curricular obrigatório nos diversos níveis da educação básica – destaca também a presença das “expressões regionais”.

Veja como ficou:

§ 2º O ensino da arte, especialmente em suas expressões regionais, constituirá componente curricular obrigatório nos diversos níveis da educação básica, de forma a promover o desenvolvimento cultural dos alunos.

Fonte: Casa Civil - Presidência da República


quinta-feira, 15 de julho de 2010

CURSO DE FOTOGRAFIA DIGITAL

 Foto Jonne Roriz
A Secretaria de Educação do Natal promove cursos gratuitos de capacitação de professores para uso da linguagem visual na sala de aula.
O curso de Introdução a fotografia digital aplicada à educação tem como objetivo promover a formação dos professores da rede municipal do Natal para o uso da linguagem visual no processo ensino-aprendizagem, tanto no que se refere aos elementos estéticos da composição fotográfica quanto às etapas técnicas. Visa também ampliar as possibilidades expressivas e reflexivas no processo de construção da imagem contemporânea.
Local: Prédio do Cemure-sala do NTE (Núcleo de Tecnologia Educacional do Natal
Rua Coronel Estevam, 3517- Centro Municipal de Formação Profissional Aluizio Alves
Ponto de referência: ao lado da Rodoviária Nova (antiga av. Nove)
Matrículas com Vera Poletto/ Tel.: 3232-3397 - até o primeiro dia do curso, dia 02 de agosto.
Publico alvo: professores da rede pública
Dias: segunda feira a tarde das 14h00min as 17h15min ( introdução à fotografia digital)
e outra turma das 18:30 as 21:00
Carga Horária: 30 h
Conteúdos:
1-Percepção da luz, ( da câmera escura à fotografia digital)
2- ISO, pixels,
3-Edição de fotografia com programas livres
4-Cartões de memória, baterias e acessórios;
5-Tratamento básico de imagens ( corte/saturação/efeitos especiais e ajustes).
6-Linguagem da fotografia digital/planos/movimento de câmera/regra dos terços,
7-Cor/fotografia Preto e branco e fotografia colorida.
8- Iluminação artificial e natural.
9- Fotografias de monumentos e fotografias simples.
10- Conhecendo os vários recursos da máquina digital
11- TCC- trabalho de final de curso - apresentar 4 fotografias editadas

Qualquer informação ligue para: 9969-0553 e fale com ProFª  Elizete Arantes

quarta-feira, 14 de julho de 2010

"Nós Sós" na Casa da Ribeira

15 e 16 de julho, às 20h-Preço único: 10,00
                     Em Nós, Sós, pensamos e dançamos a morte como um processo contínuo da
vida. A morte como acontecimento necessário à perpetuação da espécie, à
renovação das células, dos tecidos, ao reconhecimento da imortalidade
(ou do desejo dela), aos mapeamentos e registros outros de um corpo que
abre espaços para reconhecer distintas possibilidades e maneiras de se
ver dançante, que vive a tentativa de um diálogo artístico com sua
ancestralidade, memórias, técnicas e experiências estéticas. A condição
existencial da morte e da dança são os germes que alimentam a nossa
composição.


Nós, Sós.
Uma conversa
Sobre a morte,
Sobre a vida, a Sós, a Nós.

A sós, nós
Que se atam
E desatam,
A sós.

Nós, sós,
Nós, nós,
Sós, nós:
Sós.
Só, só, nós
Nós, nós, nós
Que se fazem,
A sós.

Nó...nó...: nós
Só...só...nós, sós!!!!

(recebido por e-mail)

sábado, 10 de julho de 2010

Casa da Ribeira convoca...


A Casa da Ribeira Educação e Cultura convoca artistas e produtores norte-riograndenses nas áreas de música, teatro, dança e ideias para uma reunião quarta-feira dia 14/07/10 em dois horários: das 13h às 14h e das 20h às 21h, na Casa da Ribeira.

O objetivo dessa reunião é explicar o processo de seleção das vagas remanescentes para o edital Cena Aberta, uma vez que o número de projetos selecionados não totaliza as 40 ocupações previstas por esse edital.

Assim, aguardamos vocês para esta reunião no horário que lhe convir.

Atenciosamente,



Henrique Fontes
Diretor Artístico da Casa da Ribeira

"Quando é arte? Processos criativos"

A Casa da Ribeira Educação & Cultura convida você
para a abertura do projeto QUANDO É ARTE?- Processos Criativos:
Dia 13/07- 19h - Diálogo com a artista Lenora de Barros na
Sala Cosern de Teatro. Mediação de Everardo Ramos.
Dia 15/07- 19h- Abertura da Exposição e Performance da artista
Lenora de Barros na Sala Petrobras Vídeo Arte.
Programação Gratuita.