domingo, 16 de novembro de 2008

Reflexão...

Somos defensores da arte, pois não. De todas: poemas, teatro, pintura, infopoesia, gravura, desenho, dança... Mas há uma ARTE que sobrepuja tudo quanto se pode fazer no reino da criação humana: a ARTE da Natureza. Basta ver a pintura abstrata de um pôr-do-sol (não se trata de romantismo). E se vemos, com auxílio da tecnologia, imagens do Cosmo, então ficamos de queixo caído. Todo um 'cinema' de cores e formas, por certo de sons também, que não podemos ouvir. Porque somos -fisica e espiritualmente - pequenos demais.
Cá embaixo, criou-se uma forma de negociar tão monstruosamente antinatureza, muitas vezes (ou quase sempre...), que temos de nos perguntar: para onde está indo (ou já foi) a nossa sensibilidade?... Não estaremos, em pleno século XXI, bestificados num grande curral de alienação, no que diz respeito À FALTA DE RESPEITO à Natureza?... Com o perdão das bestas, que comem seu capim para sobreviver, não para exaurir essa mesma Natureza. Claro: elas só têm instinto, poderão dizer alguns. Então para que serve a nossa apregoada racionalidade?...
Tudo isto é apenas para introduzir esta mensagem que recebi de Márcia Senechal, ex-aluna do curso de Artes-DEART - UFRN:
"Caros amigos,

Vergonha para a humanidade mais uma vez!
Estaremos nos reunindo amanhã a partir das 05:30, atrás do Extra da Roberto Freire, com uma peça de roupa vermelha em sinal de nossa dor pelo crime da prefeitura contra árvores nativas com mais de 50 anos - cerca de 1000 já derrubadas, mais pássaros mortos, ninhos destruídos, iguanas incineradas entre outros horrores... Um grupo, que contou com a participação de várias pessoas, entre eles o Prof. Toti, conseguiu interromper a matança. Eles conseguiram um documento judicial provisório e a escavadeira assassina poderá voltar amanhã. Então lá estaremos e faremos uma intervenção artística em que removeremos os troncos cortados, marcados com pedaços de tecido vermelho e faremos uma trilha do local até a Roberto Freire , sem um local fixo para terminar. Angariaremos assinaturas para o "abaixo assinado" já iniciado.Contamos com a presença de todos, com uma peça vermelha, tecidos vermelhos disponíveis para a marcação, arame ou outro material para fixar. Quem puder contribuir com um carro para transportar os troncos SERÁ ÓTIMO (já existem dois disponíveis, mas se puder aumentar esse número será bom assim ninguém ficará sobrecarregado).
Quem não puder ir vista uma roupa vermelha pela nossa dor e faça comentários durante o dia chamando a atenção para o abuso, e ilegalidade, e acionando as pessoas para assinarem o "abaixo assinado" nos próximos dias.
Esperamos mais idéias e ações, pois não podemos parar por aqui".

Nenhum comentário: