domingo, 9 de dezembro de 2007

Quadrinhos dos alunos de Artes Visuais


Vi: alunos de Artes Visuais criaram o protótipo da revista de quadrinhos "Entre Ratos"... Desconfio de que se trata de uma prática analítica social, que nunca foi território exclusivo de filósofos, sociólogos e historiadores. Esses jovens (entre os quais a dedicada Cláudia Maldonado) estão querendo alguma coisa de muito sério... Lembro aqui o que disse o poeta carioca Chacal, segunda-feira passada, no Solar Bela Vista: "Comecei a escrever nos anos de 1970 para não implodir. Não foi porque cultivasse literatura em casa, meu pai era jogador de futebol. Escrevi para sobreviver àqueles anos pesados". E defendeu que se ofereça aos jovens a possibilidade de se expressarem em alguma forma de arte, pois sem isso, sem esse canal, muita coisa desagradável pode acontecer à juventude (ele coordena, há 17 anos, um projeto cultural na prefeitura do Rio de Janeiro, trabalhando com oficinas de poesia, teatro e outras). Pois bem, esses jovens de "Entre Ratos", "Mundinho" e outros estão criando sua forma de expressão... A meu ver, não se trata apenas de um ato artístico, mas de um ato de política existencial. Autopoiese, como diz Guattari. E são bem-vindos... Há ratos demais comendo -não o queijo..., mas o pão das crianças. Embora o pão esteja do preço do queijo... Quadrinhos nos ratos (des)humanos, já que eles não vão para os quadradinhos de ferro como merecem...

Um comentário:

Vicente disse...

@ve! Níbals! A motivação do Chacal não deixa de ter sua importância, digo a de usar a arte como um "canal" ou qualquer outro tipo de metáfora para aquela famigerada "botar pra fora". O grande grau dessa turma é a de estar fazendo arte simplesmente porque é importante - de qualquer modo e para qualquer propósito, fazer arte. Iniciativas próprias deles, então, são elogiáveis e devem ser estimuladas, sempre, a fim de que esta produção não se restrinja àquela exigida pelas disciplinas, não é mesmo? Parabéns pelo retorno do blog!