domingo, 5 de agosto de 2007

19. Parâmetros Curriculares Nacionais-PCN: junção arte/ciência

Talvez não esteja de todo compreendida a proposta avançada dos PCN... Digo assim porque ainda se percebe a desconfiança em relação à arte enquanto fazer e produção de conhecimento.
Esse fazer inclui o imaginário, daí a perplexidade, quando não o desdém. O texto que segue foi copiado de As Inovações das Artes, cujo endereço está no final da postagem.

"O que os PCN propõem para o ensino de Artes de 1ª a 4ª série?
Um dos pontos inovadores dos PCN é o rompimento da dicotomia entre arte e ciência, entre pensar e agir, entre sentimento e pensamento. O ensino de Artes visa desenvolver na criança e a sensibilidade, essenciais também para a aprendizagem das demais disciplinas. Esse desenvolvimento se dá por meio de quatro linguagens artísticas – música, dança, teatro e artes visuais. A maneira de trabalhar os conteúdos também é inovadora. Até aqui, a maioria das escola que inclui a dança em sua programação, o faz por meio de coreografias sem nenhuma espontaneidade ou criatividade. Também são comuns as aulas de balé em algumas escolas particulares, num movimento oposto ao que acontece nas ruas do Brasil, onde a dança explode naturalmente como um elemento fundamental da nossa identidade cultural. Outras mudanças são a substituição de artes plásticas por artes visuais e a a inclusão do teatro, que até então se resumia praticamente às famosas montagens de "pecinhas" de final de ano. "

Fica a pergunta: quem tem medo de criar?... Se não criamos, somos meros reprodutores. Por isso mesmo Nietzsche 'gritava': atrevei-vos! E tinha a arte como a 'grande aliciadora da vida'.

Leia mais em:
http://klickeducacao.ig.com.br/2006/conteudo/pagina/0,6313,IGP-151-664,00.h

Nenhum comentário: