segunda-feira, 20 de agosto de 2007

22. Michel Mafesolli falará sobre "reencantamento do mundo na pós-modernidade". O que será esse reencantamento?...

No dia 05 de setembro próximo, às 19 horas, no auditório B do CCHLA, o (intelectual/sociólogo/professor/escritor...) francês Michel Maffesoli falará sobre O Reencantamento do Mundo na Pós-Modernidade. Vocês já devem ter lido e ouvido bastante esta expressão: "reencantamento do mundo". Ela surgiu na Campanha O REENCANTAMENTO DO MUNDO, lançada pela TRÓPIS em São Paulo às 21 h do dia 01/12/2001,com show da banda Provisório Permanente (contato tropis@tropis.org ).
E aqui vão trechos de um manifesto lançado mundialmente pela internet à meia-noite do mesmo dia, e que ajuda a compreender o espírito desse reencantamento:
"Jovens e adultos, crianças e velhos de coração vivo,
recusamos acreditar que a vida tenha que ser tão besta como nos tem sido apresentada. Um mundo em que todos têm que rosnar uns para os outros, e cumprir metas cinzentas, que ninguém sabe quem estabeleceunem a que levam."
"
Encantamento! Não, não falamos de simulacros, de sonhos enlatados disneyanos pintados em paredões sem vida, nem de telinhas fosforescentes numa vida-prisão. Falamos de consciência aguda do Momento e do Lugar. Você frente a frente com as coisas, cara a cara com a Vida. Vendo mundos em grãos de areia, e um céu numa flor do mato (William Blake)."
"
É sério: só com profissionais encantados teremos mundo onde valha a pena viver. Não só os artistas e cientistas. Para o professor, é óbvio, essa é a primeira condição. Mas não basta: o DELÍRIO RESPONSÁVEL precisa chegar ao hardcore dos que fazem este mundo: engenheiros, advogados, administradores... Até que o sonho realize cidades menos irracionais, até que os funcionários dos três setores suicidem essa violência estéril chamada burocracia, até o último juiz enxergar que condicionar Justiça a "excelências" e "meritíssimos" é opressão indigna de subsistir num mundo digno de subsistir. Até que todas as relações humanas tenham rosto humano de novo."
"
Mirantes em toda parte como investimento: afinal, sou do tamanho do que vejo, e não do tamanho da minha altura (Fernando Pessoa). A cidade está produzindo multidões sem visão – e a solução não está em “líderes sábios”, pois podemos ser um povo inteiro de sábios. Visão e maravilhamento para todos!!!"

Você pode ler todo esse importantíssimo manifesto em:
http://www.tropis.org/biblioteca/reencantamento.html

Nenhum comentário: